CULTURAS DA PRIMAVERA


O nosso planeta está repleto de plantas com formas e cores diferentes. Algumas revestem-se de uma importância fundamental para o nosso dia-a-dia.

Na nossa terra, onde há um ambiente mais rural, algumas plantas têm uma importância fulcral para a sobrevivência humana.

A agricultura tem evoluído de forma muito significativa, motivada também pela evolução da ciência, desde novas técnicas de cultivo a novos utensílios em uso, pelo que ter a ciência e a tecnologia ao dispor da agricultura é fundamental para diminuir a necessidade da força humana. Um dos mais elementares produtos das nossas cozinhas, na gastronomia portuguesa, vem da agricultura e chama-se batata. A batata está presente num grande número de receitas e é presença assídua em sopas e em acompanhamentos; por isso, há cada vez mais pessoas a cultivarem-na nos seus terrenos. A temperatura ideal para a cultura da batata é a temperatura média que garantirá o crescimento e desenvolvimento adequados. O ideal para esta cultura são temperaturas entre os 14 e 20ºC, sendo que as temperaturas extremas poderão impedir o desenvolvimento dos tubérculos (a batata). A cultura da batata pode acontecer na maioria dos solos, mas está melhor adaptada em solos pouco compactos, leves e com um bom teor de matéria orgânica.

A batateira gosta de solos ligeiramente ácidos, com um pH entre 5 e 6. Todavia, antes de se fazer qualquer plantação, é necessário garantir a preparação do terreno, mexendo-o e revolvendo-o, por forma a incorporar o composto disponível para o efeito. Para a sua plantação, devem fazer-se pequenos sulcos distanciados, pelo menos 20 cm, o que diminuirá a competição entre as plantas e permitirá um melhor desenvolvimento dos tubérculos. Nesta cultura aparecem infestantes, pelo que é importante fazer o seu controlo de forma constante. Assim que a planta da batateira atingir os 25 cm de diâmetro, deve fazer-se a amontoa, através da colocação de terra no tubérculo que esteja a descoberto, evitando o seu esverdeamento. Ah! Não esquecer de uma rega correta, mas sem que aconteça o seu encharcamento, que é muito prejudicial. Algumas plantas, se semeadas junto a algumas culturas, têm efeitos repelentes para alguns insetos, como por exemplo, o Alho: além de poder ser utilizado como tempero, se cultivado, em especial, junto a culturas como o tomate, pode funcionar como um repelente para pragas que costumam atacá-los.

O Tomilho é uma erva aromática muito utilizada na cozinha; afasta a larva da couve e consegue atrair abelhas.

Boas culturas!

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo