A VIDA CASTRENSE É UMA COLCHA DE RENDA - SANTA CASA DA MISERICÓRDIA E A ÚLTIMA ROTA DA TRANSUMÂNCIA

Atualizado: 11 de Jul de 2020

A Arte faz parte da vida e a vida faz parte da Arte.

Castro Daire, uma das muitas regiões rurais do país, com a sua identidade e o seu percurso de vida, vai escrevendo a sua história, esboçando o seu futuro e percorrendo os dias presentes. Tal como os cursos de água que correm nos rios vão serpenteando os seus caminhos em direção ao infinito, as suas comunidades vão construindo as paisagens físicas, emocionais e humanas com a beleza e o talento das suas mãos e as sensações que levam no coração. Cada castrense, com o seu ofício e a sua arte vai tecendo a narrativa da terra, num rendilhado quotidiano de forças e emoções, como se fosse uma colcha de renda!


SANTA CASA DA MISERICÓRDIA E A ÚLTIMA ROTA DA TRANSUMÂNCIA


A pedido do Município de Castro Daire, a Santa Casa da Misericórdia de Castro Daire deu cor ao Jardim Municipal com as obras de arte criadas pelos utentes do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO), para assinalar A Última Rota da Transumância, candidata regional às Sete Maravilhas da Cultura Popular Portuguesa.

No panorama artístico do território, todas as mãos talentosas têm lugar para compor a beleza de uma colcha de renda humana e patrimonial!






223 visualizações0 comentário